A PEQUENA
GRANDE

Desde pequena… 

Sempre busquei o aprendizado constante. Aos 4 anos de idade, minha mãe recebe um bilhete da professora relatando que eu me recusava a ‘continuar desenhando bolinhas’. Ao ser indagada por minha mãe minha resposta foi: eu já sei fazer bolinhas, já aprendi isso. Quero aprender coisa nova [sic]. Aquela professora só sabe pedir pra fazer bolinha!

 Geminiana inquieta, sempre busquei pensar e agir fora da caixa. Nascida em SP, ainda criança, me mudei com a família para o interior de São Paulo. O meu sonho era poder fazer algo grande que pudesse mudar a vida das pessoas.

A LUCIANE
BORGES

Os sonhos rodeavam desde ser oceanógrafa até uma cantora famosa [sic]. Mas no decorrer da vida, as atividades que mais estimulavam meu lado cognitivo foram ganhando cada vez mais espaço. 

Ainda na época da faculdade, comecei a fazer estágio em uma multinacional na área de Recursos Humanos – e foi aí que me apaixonei pelo mundo corporativo. 

Mas aquela cidade era pequena demais para os meus sonhos… 

Mudei para São Paulo com a cara, a coragem e um curriculum vitae impresso (daqueles que tinha que colocar no envelope pardo) e logo consegui meu primeiro emprego em uma multinacional, com secretária.