6 fatores que diferenciam seu CV do seu perfil LinkedIn

6 fatores que diferenciam seu CV do seu perfil LinkedIn

Desde que deixei o ambiente corporativo para seguir outro caminho profissional o que mais me motiva é a chance de aprender sempre. E uma das formas mais mágicas para esse aprendizado é a chance de poder trocar pontos de vista com pessoas de todas as áreas e cargos, experiência profissional, idade e até países diferentes.

Com muito menos eficiência do que gostaria (humanamente impossível lidar com todos os e-mail, páginas nas redes sociais e grupos no whatsapp diariamente), respondo pessoalmente às perguntas que recebo.

Este fim de semana interagi com um seguidor no meu canal no Youtube, sobre um tema mega-blaster-interessante. Muito sabiamente, ele colocou seu ponto de vista e questionou qual seria a minha visão sobre o tema: Curriculum Vitae & Perfil LinkedIn.

Mesmo após nossa troca de mensagens, ainda fiquei pensando no tema e, indo mais longe, em quantas milhares de pessoas devem estar se questionando o mesmo. Nada melhor do que escrever aquilo que as pessoas querem saber.

Esse é o mais rico aprendizado que tenho tido, por meio do engajamento com as pessoas que fazem parte das minhas conexões, nas diversas redes sociais onde estou presente.

Enumerei 6 fatores que diferem um Curriculum Vitae do perfil no LinkedIn

# 1 – FOCO. Razão para sua existência.

O foco de cada um é, originalmente, diferente. Este é o pilar da profunda diferença entre ambas as ferramentas.

O foco de seu CV é – relatar seu histórico profissional, habilidades, competências,realizações, além de apontar o objetivo profissional. Geralmente, com foco no que já aconteceu, foco no passado.

O foco do seu perfil no LinkedIn, deve ser contar sua história profissional, expor suas habilidades, aspiração profissional e, principalmente, divulgar seus talentos profissionais. No perfil do LinkedIn você pode relatar o passado, retratar o presente e avisar sobre o futuro.

# 2 – TEMPO. Salvar, fechar e editar.

Detalhando a relaçâo de ambas as ferramentas e o tempo, também encontramos uma das mais fortes diferenças entre os dois veículos que dão suporte à carreira profissional.

No seu CV você fala sobre o passado. O que fez, onde trabalhou, onde estudou, quais as realizaçôes profissionais, enfim tudo o que fez na carreira. Quando conclui a redação, salva o arquivo, imprimi e/ou envia para diversos públicos – amigos, conhecidos, não-conhecidos e recrutadores.

O seu perfil no LinkedIn deve ser dinâmico. Além de contar sobre o que você fez na carreira, adiciona informações dia-a-dia sobre o que anda fazendo, lendo, interagindo e comentando. Você consegue editar diariamente o seu perfil.

# 3 – PÚBLICO-ALVO. Viu ou não viu.

Esta é, sem dúvida, uma das impressionantes funcionalidades do LinkedIn – a possibilidade de saber quem viu o seu perfil.

Quando dispara um CV por e-mail (por exemplo) por mais que tenha digitado o e-mail do destinatário, não há como saber se a pessoa leu ou não. Você pode ativar a funcionalidade de aviso para quando a pessoa ler o e-mail, mas isso não garante que o arquivo anexo (no caso, o seu CV) tenha sido lido.

No LinkedIn é possível visualizar quem viu o o seu perfil. Quem é a pessoa, onde trabalha, e o melhor, quais conexões você tem em comum com o “visualizador do seu perfil”.

# 4 – CONEXÕES. Rede. Conhecidos. Indicações.

Desde seu lançamento, em 2005, o objetivo do LinkedIn tem sido “Conectar as pessoas e torná-las mais produtivas e bem-sucedidas”. No pacote de funcionalidades para este fim, chegamos ao serviço de divulgação e aproximação entre vagas e candidatos.

Se o seu único objetivo ao construir seu perfil no LinkedIn é “arrumar emprego”, por mais que consiga, está perdendo a chance de construir uma rede de contatos que perdure por toda a sua carreira.

Ampliar sua rede de conexões visando o crescimento da sua carreira profissional, ao longo do tempo, deveria ser a sua prioridade no LinkedIn. Sua presença na maior rede profissional do mundo, deveria estar pautada em construir e nutrir o seu networking.

Claro, super positivo solicitar ajuda às suas conexões, pedir indicações e aí por diante, mas esta não deve ser a razão para convidar profissionais para fazer parte da sua rede.

# 5 – ENGAJAMENTO. Gostar. Comentar. Compartilhar

A partir do momento em que clicou “enviar” no e-mail com o CV anexo, você deixa de ter qualquer tipo de acompanhamento ou engajamento com o destinatário.

Com seu perfil no LinkedIn a atuação é contínua. Vamos supor que tenha se candidatado à determinada vaga. Com o seu perfil você pode seguir a empresa, participar de grupos de discussão onde os profissionais desta empresa trabalham e interagir com suas publicações – seja curtindo, comentando ou compartilhando.

# 6 – PRÁTICA. Além do discurso – atualização constante.

O conteúdo do seu CV é fixo (pelo menos naquele arquivo que foi salvo e enviado). Palavras agrupadas para contar seu histórico profissional.

O seu perfil no LinkedIn pode e deveria ser atualizado constantemente. Aliás, esta é uma das dicas para ampliar o número de visualizações no perfil. Quanto mais informação nova adicionada, mais gente querendo saber.

Além disso, com postagens, artigos e comentários, você consegue mostrar na prática sua atitude com relaçâo às palavras digitadas no seu CV. Vamos imaginar que você escreva no seu CV que “desenvolver equipes” é uma das suas habilidades. Na prática, o que é que você tem compartilhado no intuito de ajudar no desenvolvimento da sua rede de contatos?.

Qual dos dois é melhor? CV ou LinkedIn?

Tanto o seu CV quanto o seu perfil no LinkedIn são poderosas ferramentas para promover o crescimento da sua carreira profissional. Cada uma com suas características e peculiaridades, mas ambas com força para ajudá-lo no seu objetivo.

Portanto, ambas devem ser utilizadas com sabedoria e estratégia, buscando contar a sua trajetória e as contribuições que pode trazer para futuras oportunidades.

Neste vídeo, trago 6 dicas práticas para turbinar o seu perfil no LinkedIn.

Minha especialidade de trabalho é LinkedIn e não processos seletivos ou elaboração de CV. Por isso, convido os profissionais da minha rede de conexão envolvidos nestas atividades a adicionarem informações ao artigo, comentando-o.

Assim, podemos orientar mais profissionais a utlizarem ambas as ferramentas de maneira efetiva e direcionada.

Obrigada pela leitura e até a próxima. Convido-o a compartilhar este artigo com a sua rede, caso acredite que pode ser de ajuda para suas conexões.

Luciane Borges

Especialista e Coach em LinkedIn | Estrategista de Marca Pessoal nas redes sociais

Conheço o meu novo curso online LinkedIn Express e saiba como usar seu perfil no LinkedIn para chamar a atenção do mercado.

Leia mais sobre LinkedIn no meu canal Pulse

2 comments on “6 fatores que diferenciam seu CV do seu perfil LinkedIn”

  1. Luciano Assis disse:

    Olá. Me sinto uma das pessoas que compartilham com esta nova tendência. E o interessante é:

    A curva de aceptance do Linkedin nos processos seletivos worldwide se tornaram incrivelmente exponencial.

    O que percebi e ainda percebo ao utilizar a ferramenta é que (em 5 fatores):

    1 – Foram agregadas outras ferramentas que permitem o usuário compartilhar suas idéias, interesses, blogs e interagir em assuntos de seu nicho profissional. Sendo assim, recrutadores ou possíveis sócios podem conhecer melhor as idéias do profissional.

    2 – É incrivel o quao fácil é para uma empresa divulgar suas vagas, ter uma comunicação rápida e dinamica (e isso ajuda tanto o recrutador quando o candidato em igual dimensão).

    3 – É incrivel o quao facil o candidato consegue enviar sua candidatura e biografia (o que o Linkedin entrega) para uma empresa de uma forma “direct send” ao inves de “perder” tempo em se candidatando em sites que na visão de hoje são mais travados e menos interativos.

    4 – É incrivel como o dinamismo do perfil Linkedin (entende-se na forma de CV, relato profisisonal passado-presente-futuro) atrai mais a leitura (estando ele num formato padronizado) do que os velhos CVs que nao possuem de fato um padrao universal.

    5 – É incrivel o quao rapido o envio do endereço linkedin está sendo mais requisitado. Tomei conta ao ler inumeros blogs de diretores de empresas digitais, TI, marketing deixarem claro como eles queriam que o candidato realizasse a candidatura. Uma mensagem bem clara. Favor nao enviarem CV em word ou PDF. Aceitamos somente perfl Linkedin com Portfolio incluso. Segundo eles ali ja avaliariam resultados entregues, nivel criativo, poder de sintese, enfim. diversas competencias.

    Que venha e se consolide a nova era !

    1. Luciano. Super-mega-obrigada por sua resposta. Demais suas declarações.
      Posso divulgar esta sua colocação no meu perfil, sem citar o seu nome? Também gostaria de te entrevistar para um artigo que estou escrevendo.

      Fico no aguardo.
      Novamente, obrigada!!
      Abraços. Luciane Borges

Deixe seu comentário: