9 Verdades e 1 Mentira sobre os 14 anos da rede social LinkedIn

No mês de Abril mais um desafio viralizou no Facebook, instigando as pessoas a revelarem 10 aspectos sobre sua vida pessoal, sendo um deles uma mentira – o que levaria seus amigos a tentarem advinhar qual dos tópicos não era verdadeiro.

Esse tipo de entretenimento tem sido comum nas redes sociais, assim como é comum as pessoas se cansarem rapidamente destas brincadeiras. Esta, aliás, surgiu há dois anos no dia 1º de abril, Dia da Mentira. Originalmente num formato ao contrário contando 9 mentiras e 1 verdade, causou polêmica no programa NerdOffice, do site Jovem Nerd, no YouTube. O vídeo teve mais de 400 mil visualizações e causou muitas dúvidas.

Vou pular a parte de entrar no mérito deste tipo de ação, muitas vezes encarada como exibicionismo, mesmo porque com a veloz obsolecência de tudo na internet, muita gente já se diz “cansada” deste jogo.

Compreendo e respeito a diversidade dos pontos de vista. Não tive tempo nem vontade de fazer a minha lista pessoal, mas acompanhei algumas e notei como super positiva a participação e curiosidade das pessoas.

Muitas vezes, as pessoas ainda se surpreendem com fatos, acontecimentos e sonhos de amigos e conhecidos de tempos. Claro, não podemos deixar de lado o fato da natural cursiosidade do ser humano, a qual permeia nosso primitivo desejo de saber.

Todos os seres humanos, dizia Aristóteles em sua Metafísica, possuem o desejo de saber.

Pensando nessa máxima, resolvi criar este desafio no mês da celebraçâo dos 14 anos da maior rede profissional, pontuando 10 tópicos com informações sobre o LinkedIn baseados nas perguntas que mais recebo dos meus clientes e/ou seguidores, e um deles, claro, é falso.

#1 – Publicar foto no perfil é opcional, mas ajuda suas conexões a reconhecerem você. Segundo dados do LinkedIn, usuários com fotos de perfil têm 14 vezes mais visualizações de perfil do que aqueles que não têm foto. Importante ressaltar que, por se tratar de uma plataforma para networking profissional, nem toda foto e apropriada. Claro, não tem que ser foto com cara de R.G. ou terno e gravata, porém é aconselhável que demonstre a imagem profissional. Clique aqui caso queria visualizar meu vídeo falando sobre “fotos”.

#2 – Recentemente foi anunciado que a plataforma conta com meio milhão de perfis cadastrados em 200 países, mantendo-se na posição de maior rede social profissional do mundo. Uma fração deste número, entre 23% e 25% é de usuários assíduos da plataforma (acessam mensalmente a rede). Mensalmente 10 milhões de vagas de empregos são listadas e mais de 9 milhões de company pages visualizadas. são criadas e 100 mil artigos são publicados no Pulse.

#3 – Ainda sobre números, cerca de 100 mil artigos (mensal) são publicados no Pulse. Nos últimos cinco anos, a rede tem buscado reforçar o seu posicionamento como uma plataforma voltada à carreira e negócios, o que vai além de um quadro de oportunidades de emprego online. Dentre várias atualizações e lançamentos, em 2015, passou a incentivar a produção de conteúdo (original ou não) pelo Pulse, buscando se tornar um ambiente de aprendizado e discussão sobre temas ligados à profissão, negócios, empreendedorismo, marketing, economia entre outros. Se quiser saber mais sobre o Pulse, baixe o E-book gratuito que criei Pulse LinkedIn. Escreva Algo. Seja Ouvido. Gere Oportunidades.

# 4 – A rede monetiza sua atuação por meio de 3 frentes, que são: 1) Assinatura premium ; 2) Soluções de Marketing e 3) Soluções de Recrutamento e Seleção. Com este modelo de negócios, a rede oferece serviços para os usuários (assim como eu e você) e para empresas. Tem notado o lançamento de diversas novas ferramentas para oferecer ao mercado soluções de marketing competitivas.

# 5 – A missão da rede também é mais ampla do que, simplesmente, divulgar vagas de emprego. “Conectar as pessoas e torná-las mais produtivas e bem-sucedidas” revela o que há de mais valioso na rede. Tanto que seu slogan é “Relationship Matters” (em português seria algo como “relacionamentos importam”). O que reforça a importância do quesito “minha rede”.

# 6 – Ainda sobre rede de conexões, cada perfil no LinkedIn possui três níveis de conexão, que podem ser de primeiro, segundo e terceiro grau. Ou seja, nossa rede é exponencialmente maior do que o número de conexões de primeiro grau. Defendo fortemente o fato de que estou na rede para ampliar meu conhecimento e networking. Por isso, sou favorável ampliar a rede com pessoas de outras áreas, Estados e até Países.

# 7 – A rede social LinkedIn tem como objetivo ser um portal da busca de emprego e candidatos. A plataforma online onde empresas e talentos se encontram. Por isso, é aconselhável que o perfil seja a copia perfeita do CV.

# 8 – Qualquer empresa, de qualquer segmente e de qualquer porte, pode criar uma company page (blog da empresa no ambiente LinkedIn). A criação da company page em si deve partir de um perfil pessoal – considerado como administrador, o qual pode designar outros administradores da página e publicações. Ainda com investimento de tempo, no modelo gratuito, é possível gerar engajamento com seguidores e, quem sabe, transformar seguidores em clientes. Leia mais neste artigo 5 maneiras de impulsionar uma company page.

# 9 – A famosa expressão Perfil Campeão refere-se à classificação que o sistema faz de perfis, os quais estão completos. Para ser completo, é imprescindível preencher os campos: título, resumo, experiência atual com descrição, experiência anterior com descrição, ter no mínimo 5 habilidades e competências selecionadas, além de 50 conexões. Claro, não posso esquecer da foto!!! Clique aqui para baixar o e-book gratuito LinkedIn Express e saiba mais sobre como deixar seu perfil campeão.

# 10 – Me conta a sua verdade sobre o LinkedIn. …………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….. Deixo este espaço vazio, para que você possa trazer para a discussão a sua verdade sobre a maior rede profissional da internet.

O que você teria a dizer sobre esta rede social profissional? Qual a sua percepção? Qual dica daria para suas conexões? O que mudou no LinkedIn desde que seu perfil foi criado?

Desde que eu criei o meu perfil, em 2007, muita coisa mudou. Na época nem se falava ainda em rede social, mas era mais ou menos assim – se você está trabalhando no ambiente corporativo, tem que estar no LinkedIn. E sim, se o seu chefe ou o RH da empresa notasse forte aumento de movimentação….hummmm. Deve estar procurando emprego. Ainda tem gente que pensa assim, mas a rede se tornou uma plataforma essencial para todo e qualquer profissional que queira turbinar sua carreira e obter o sucesso profissional que tanto busca.

Te convido a conhecer o curso online LinkedIn Express, onde você pode aprender muito mais sobre como gerar destaque para o seu perfil, chamar a atenção do mercado e dos recrutadores.

Obrigada pela leitura. Até a próxima

Luciane Borges

One comment on “9 Verdades e 1 Mentira sobre os 14 anos da rede social LinkedIn”

  1. Caroline Resende disse:

    #7 falsa.

Deixe seu comentário: