Networking: por que algumas pessoas têm e outras não?

Certa vez, o funcionário de uma empresa notou que durante o dia muitas pessoas iam para o refeitório e para o banheiro, então ele encontrou um ponto em que os caminhos se cruzavam, passando a trabalhar neste local. A esta estratégia ele atribuiu seu sucesso profissional, pois a simples mudança fez grande diferença, já que ele passou a ter mais acesso ao que acontecia no departamento. Este relato está no livro “Poder: por que algumas pessoas têm e outras não?” – do inglês “Power: Why some people have it and others don’t”, de Jeffrey Pfeffer, professor da Stanford’s Graduate School of Business.

Você não precisa se sentar ao lado do banheiro ou do refeitório e nem no cruzamento deles para alcançar sucesso profissional ou pessoal, mas com certeza precisará realizar algumas mudanças diárias.

Então vamos lá! Como está sua rede de contatos ou seu networking?

Se estiver desatualizado, desconectado ou “devagar quase parando”, reconecte! Mexa-se e movimente sua rede.

Se não sabe por onde começar aí vai uma dica: retome contato com amigos da sua infância, do colegial e da faculdade. Sim! Aqueles que se divertiam com você, hoje podem ser mestres, doutores, diretores de multinacionais, empresários ou o melhor networker do País.

Claro, seus contatos não devem girar em torno de empresas ou de posições dentro delas, até porque, quanto mais diversificada for sua lista, maiores as chances de alavancar seu networking e ter resultados positivos. Tendo em vista que uma das principais conquistas de um profissional ao longo da carreira é a rede de contatos que ele cultiva.

Logo, uma reunião de negócio só pode ser considerada produtiva, se você conseguir troca ideias e experiências, conhecer novas culturas e ainda conquistar novos contatos.

Mas cabe uma ressalva, embora seu networking trate, na maioria das vezes, de relações comerciais, é importante substituir “negócios” por “relacionamentos”. Porque quanto mais presente, envolvido, flexível, amável, e generoso você for, mais forte será seu networking e o retorno profissional e pessoal.

Por isso, demonstre entusiasmo, se envolva, participe! Porque não basta ter um número grande de contatos, se você não for atuante. E nem pense em utilizar sua rede apenas para buscar um novo trabalho, procure ter encontros regulares e use seu networking para falar sobre carreira, mercado de trabalho e manter a conversa em dia. Para isso, existem diferentes possibilidades e abordagens.

Escolha aonde quer se sentar – se ao lado banheiro, do refeitório ou no cruzamento deles – o local pouco importa se o bate-papo for agradável e seu networking fortalecido, rumo ao sucesso profissional.

Comente, compartilhe ou deixe sugestões para que possa melhorar. Obrigada pela leitura e até a próxima.

Luciane Borges

 

Deixe seu comentário: