Reputação Digital. Quer queira ou não, voce tem que cuidar

Confesso que, quando Joseph Blatter foi reeleito presidente da FIFA, em 2015, mesmo diante de tamanho escândalo de proporções intercontinentais, pensei comigo mesma: em algumas esferas da sociedade, dependendo da força e do poder, é quase que impossível afetar a reputação de alguém.

Acompanharam meus pensamentos a constatação de que o mundo ou a forma como as instituições são dirigidas não está mudando tanto assim.  Grata surpresa na manhã em que ouvi a notícia de que, após quatro dias da reeleição, o Senhor Blatter renunciou ao cargo de presidente da FIFA.

Voltei a acreditar nas mudanças, com aquela típica respiração de alívio e, especialmente, reforcei a minha crença no valor da reputação. Um posto que, construído ao longo de vários anos, pode ruir de um momento para o outro.

Guardada as devidas proporções, do ponto de vista de interesses geopolíticos e poder, a reputação entrou em campo e fez com que o presidente de uma das mais importantes instituições do mundo perdesse o jogo.

E para nós, pessoas que não ocupamos necessariamente cargos de tamanha relevância, como lidar com essa tal de reputação? Sim, porque essa palavra que soa estranho, pode erguer ou derrubar. E vou mais longe, há algum tempo, a palavra caminhava solo. Agora, anda de mãos dadas com a forte palavra digital.

Hoje, qualquer pessoa, de qualquer instituição, de qualquer nível profissional que esteja presente nas redes sociais tem que pensar em sua reputação digital. Se voce acredita que seus posts só sejam visualizados por amigos, creio que seja tempo de rever seus conceitos. Se está na rede, não há como controlar.

Como tudo gira em torno de conexões, em algum momento, algo que voce publicou ou comentou, pode chegar ao seu chefe, amigo de trabalho, cliente e concorrente. Quando palestro sobre redes sociais profissionais, sempre ouço comentários do tipo: “o meu facebook é pessoal e o meu perfil no linkedin é profissional”.

Excelente. Já é o melhor caminho para iniciar sua aventura pelas redes sociais. Acontece que voce é um só. Quer queira ou não, mesmo em seu perfil pessoal, voce está carregando um crachá virtual da empresa na qual trabalha ou do seu negócio. Não há como separar.

Em termos de presença digital, incorpore, definitivamente, o fato de que há uma reputação digital a zelar. Se sua empresa atende ao governo, tenha em mente que qualquer posicionamento seu pode ser visto pelo seu cliente – seja seu comentário positivo ou negativo.

O mesmo vale para time de futebol. “Tenha dó”, voce deve estar imaginando. Nem torcer pelo meu time? De forma alguma lhe diria isso. Pode e deve torcer para o time que quiser, mas tenha em mente que seu prospect talvez torça para o time perdedor. E assim vai. São diversos os exemplos que podem afetar sua reputação, mesmo com um simples e inocente comentário.

Costumo dizer que, nas redes sociais jamais publique algo que voce não gostaria que seu chefe, amigo de trabalho, parceiro, cliente ou prospects vissem. E voce tem esse controle. Voce  é o responsável por sua reputação digital. Mesmo que não tenha um cargo de presidente da FIFA a perder, acredite, qualquer deslize pode derrubar sua reputação e tudo aquilo que levou anos para construir.

Ou seja:

  • Se está na rede, não há controle
  • Concordando ou não, cuidar da sua reputação digital é fator-chave de sucesso
  • Antes de publicar algo ou fazer um comentário polêmico, pense até onde pode chegar suas palavras
  • Utilize o poder das redes sociais à seu favor

Super obrigada pela leitura e até a próxima.

Luciane Borges 

*texto originalmente publicado no meu perfil do LinkedIn

 

Deixe seu comentário: